teresanicolau @ 21:18

Dom, 16/10/11

Falaram-me de missão. Sempre me interroguei qual seria a minha. Andei todos estes anos, a pensar que não a teria. Sem essa força de ser a primeira, ou a vontade de fazer malas e zarpar ao outro lado do mundo, coloquei-me nesse patamar simples da normalidade, para não sofrer. E ser normal também é útil. Se não houvesse tantos normais no mundo, ninguém seria brilhante para nos poder encantar. Ninguém pagaria impostos todos os dias, nem passaria os dias a buzinar na estrada, ou a beber uma bica, com o pastel de nata fora de orçamento.

Mais uma vez tenho de falar dessas pessoas que me vão aparecendo. Entre abraços sinceros e sorrisos que nunca mentem, os "Portugueses Extraordinários" (RTP) lá me foram deixando alguma inquietação de me sentir apenas mais uma pessoa. Foi preciso conhecer o Carlos (reportagem  que passa a 23 Outubro) e entender finalmente que, até na tarefa diária, podemos cumprir. Tive então essa sorte de perceber que cheguei aqui, a este lado da minha profissão de jornalista para entender isso. Sorte sim, a de poder estar a fazer este programa, de ter sido desafiada pela coragem de alguém. Até parece que alguma coisa, nem sei bem qual se cumpre. Uma vez em desabafo, disse a uma senhora chamada Beatriz que tinha um gato que já morreu e que gostava muito de mim (eu sei), que o melhor se calhar, era sair do jornalismo. Tive como resposta: não desista, é boa mensageira. Juntando isto e mais aquilo e depois de saber que a culinária só servirá para o prazer, acho mesmo que encontrei a missão. Passo a mensagem de pessoas que não são normais, como eu.

Já sem angústia.

De pensar que falhei na vida.



Obrigadinho!

 

O Polaroid podia ter ganho o prémio de Blog Revelação do ano 2011 da TVI24, mas infelizmente vocês são uns leitores do caraças e não votaram em nós! Mesmo assim, vamos continuar a escrever, sendo que quem levou a taça foi o @ChicodeOeiras e a sua malta esquerdista! Já percebemos que vocês preferem o Mao ao amor e o Enver Hoxha aos nossos textos bonitos! . Agradecemos a vossa ajuda! Obrigadinho malta!


PS - O Zé Maria obrigou-nos a colocar no final disto: "mas continuamos a gostar de vocês".
Pub.
Segue no Twitter
Arquivos
Pesquisar
 
RSS