José Maria Barcia @ 11:10

Qui, 10/11/11

Ontem, no lançamento do livro ‘’Portugal do Avesso’’, o autor, Henrique Raposo foi acusado de ser um ‘’puto insolente’’. Ora, estes fazem falta. Em tudo o que é este país. Aliás, não fica de todo mal dizer que existe um falta de tomates generalizada.

O Henrique Raposo tem 32 anos, fazendo dele um puto. O Henrique é insolente porque não tem um respeitoso respeito aos mais velhos. Seja Cavaco Silva que vai para Nova Iorque ou José Sócrates lá para os lados de Paris.

Como está bastante explícito no título é de pessoas assim que se precisa. Aquelas que podem fazer coisas novas, seja a escrever (que é um trabalho, muitas vezes mais duro que acartar caixotes), seja a ir contra a corrente do estabelecido.

No Dicionário de Língua Portuguesa, ‘’insolência’’ significa ‘’arrogância, atrevimento, maneira insólito de proceder’’. Ou seja, o insolente é aquele que arrisca a ser diferente, não tem medo de agir de outro modo e quem sabe, acertar.

São precisos mais insolentes. Não digo sermos todos como o Henrique, mas como o próprio diz, é melhor o exemplo que a palavra. E o Henrique é um bom exemplo disto mesmo.

Portanto, procura-se malta assim. Alguém cuja qualidade é a insolência. Alguém que consiga dizer ao patrão que ele está errado por estar preso a práticas do passado; um patrão que diga aos empregados que trabalham mal sem medo de sindicatos preocupadíssimos com os direitos dos trabalhadores de trabalhar mal; alguém na Assembleia da República que se levante e denuncie os que fazem mal, sejam da própria bancada ou não, pouco interessa pois a incompetência não olha a cores; nas faculdades, alunos que não tenham medo de criticar professores, directores e demais membros porque a idade não é de todo limitativa à possibilidade de crítica. Aliás, tomara a todos que reservassem um pingo de juventude para o resto da vida.

Insolentes de todo o mundo, uni-vos!

 



Paulo Correia @ 15:39

Qui, 10/11/11

 

Haja muitos!


na primeira pessoa do singular @ 20:18

Qui, 10/11/11

 

Insolente: o que me chamaram os meus pais, alguns professores, desde a primária ao mestrado, entidades patronais diversas...

Continuo a ser.

A minha consciência está bem, comigo própria. A minha carteira? nem por isso...


Observing Ego @ 19:45

Dom, 13/11/11

 

gostei muito .

Obrigadinho!

 

O Polaroid podia ter ganho o prémio de Blog Revelação do ano 2011 da TVI24, mas infelizmente vocês são uns leitores do caraças e não votaram em nós! Mesmo assim, vamos continuar a escrever, sendo que quem levou a taça foi o @ChicodeOeiras e a sua malta esquerdista! Já percebemos que vocês preferem o Mao ao amor e o Enver Hoxha aos nossos textos bonitos! . Agradecemos a vossa ajuda! Obrigadinho malta!


PS - O Zé Maria obrigou-nos a colocar no final disto: "mas continuamos a gostar de vocês".
Pub.
Segue no Twitter
Arquivos
Pesquisar
 
RSS