José Maria Barcia @ 05:13

Sab, 19/11/11

Há amizade e amor. O problema existe quando a partir da amizade, um dos intervenientes passa a amar o outro. Distingua-se, antes de mais, os dois sentimentos. Por amizade, entenda-se uma complicidade amistosa, uma relação capaz de aguentar as frustações do outro, aconselhá-lo e confiar, rir das parvoíces e toda essa treta lamechas mas que toda a gente gosta. Por amor, algo mais e algo menos. Mais complicidade, mais intimidade física: beijos, sexo, paixão; menos paciência para as divergências, quase tudo é uma batalha numa guerra onde é obrigatório ganharem os dois.

 

Pergunto-vos, meus caros leitores, quem nunca passou por isto? Gostar de um amigo ou amiga. Acordar um dia, depois de ter sonhado com essa pessoa, e ao abrir os olhos, pensar ''Porra, e agora?''. Vestir qualquer coisa especial sabendo que essa pessoa vai estar no sítio onde vamos estar, olhar de modo diferente para essa pessoa, reagir de maneira diferente às coisas que outrora irritavam e agora perfeitamente suportáveis.

 

Digo-vos: é uma merda. Fica a questão entre manter a amizade ou fazer all-in, arriscando a amizade mas com a possibilidade de muito mais. Hoje tive a oportunidade de perguntar a uma especialista na matéria o que fazer. Perguntei à barmaid do sítio onde fui, o que fazer. Ela disse para falar com ela. Bairmaids... Já não são o que eram.

 

E agora, o que fazer quando alguém se encontra nesta encruzilhada? Arriscar ou jogar pelo seguro? Tema cliché, no entanto, nunca há uma resposta certa.

 

Como uma grande senhora me disse uns anos atrás: life's a bitch. And then you die.



Sara @ 21:31

Seg, 28/11/11

 

Porque não arriscar? O não está sempre garantido, pelo que se não se atrever a perguntar nunca saberá. Quem sabe não estará a outra pessoa a enfrentar esse mesmo dilema? E, por outro lado, se não houver mais que a amizade, seguramente que não a vai perder. Ou, se perder, é porque não eram verdadeiros amigos.

Gaffe @ 11:18

Ter, 20/12/11

 

life's a bitch. And then you diet...
(Dizemos nós, raparigas fúteis)

Obrigadinho!

 

O Polaroid podia ter ganho o prémio de Blog Revelação do ano 2011 da TVI24, mas infelizmente vocês são uns leitores do caraças e não votaram em nós! Mesmo assim, vamos continuar a escrever, sendo que quem levou a taça foi o @ChicodeOeiras e a sua malta esquerdista! Já percebemos que vocês preferem o Mao ao amor e o Enver Hoxha aos nossos textos bonitos! . Agradecemos a vossa ajuda! Obrigadinho malta!


PS - O Zé Maria obrigou-nos a colocar no final disto: "mas continuamos a gostar de vocês".
Pub.
Segue no Twitter
Arquivos
Pesquisar
 
RSS