José Maria Barcia @ 03:52

Ter, 10/04/12

Coragem não é ser inconsciente. Muito pelo contrário é saber de antemão tudo o que pode acontecer. Ser bravo de espírito e de alma em nada se relaciona com feitos heróicos e imortais. Ser corajoso é, ao mesmo tempo, mais e menos que isso. Mais porque se sobrepõe a actos singulares de uma ou outra coisa valente. Menos pois não é preciso tanto.

 

Ser corajoso é enfrentar as consequências que o nosso mais mísero acto acarreta. Ser bravo é arriscar, muitas vezes sabendo que a estatística joga contra nós. Ser assim é amar sem amanhã. É passar um mês e que esse seja o último - mesmo que não seja.

 

Ser corajoso é não escrever o resto deste texto e ir dizê-lo.



Obrigadinho!

 

O Polaroid podia ter ganho o prémio de Blog Revelação do ano 2011 da TVI24, mas infelizmente vocês são uns leitores do caraças e não votaram em nós! Mesmo assim, vamos continuar a escrever, sendo que quem levou a taça foi o @ChicodeOeiras e a sua malta esquerdista! Já percebemos que vocês preferem o Mao ao amor e o Enver Hoxha aos nossos textos bonitos! . Agradecemos a vossa ajuda! Obrigadinho malta!


PS - O Zé Maria obrigou-nos a colocar no final disto: "mas continuamos a gostar de vocês".
Pub.
Segue no Twitter
Arquivos
Pesquisar
 
RSS