José Maria Barcia @ 03:39

Qui, 09/02/12

Seja por sinceridade ou por excesso de gin (dificilmente se distingue) é possível chegar a um estado de sorriso. Entenda-se por sorriso aquele estado de felicidade efémera, como o título diz.

 

Esta dita felicidade vem da conversa, do desabafo, da partilha. Vem do amor, com caixa baixa porque o amor com caixa alto é muito mais complicado. Esse amor traduz-se na partilha de vida com outros. Vem da amizade. E a amizade pode ser recente, muito recente ou longo como o raio. Não interessa. Amarás quem te apetecer. Por que motivo te apetecer. Porque sim, no fundo. Assim de um modo piegas porque é a ser piegas que a malta se entende.

 

Hoje estava mal e falei e bebi. Uma sem outra não funciona. Se só falares sem beber não chegas a nenhuma conclusão. Ou melhor, até chegas mas não entra, diga-se. Se só beberes sem falar entras numa espiral depressiva. O que é uma maçada auto-explicativa.

 

Voltando ao título, agora sorrio. Não interessa o meu drama actual. Há-de interessar, amanhã, e possivelmente de ressaca. Agora, neste presente, o sentimento é felicidade de sorriso. Aquele estado que te põe um sorriso na cara, mantém e prolonga.

 

E, no fundo, é disto que cada um vive. Da busca e espera desse sorriso. Daquele instante em que o sorriso não vai embora, que nada mais interessa, que o universo pára. Tal e qual um primeiro beijo.

 

E agradece a quem tiveres que agradecer quando a noite acabar com ''Para ti, um abraço''. Significa que vales a pena. Significa que vales qualquer coisa. E aí, quando e se chegares aí, já és mais que muitos. És alguém.



Obrigadinho!

 

O Polaroid podia ter ganho o prémio de Blog Revelação do ano 2011 da TVI24, mas infelizmente vocês são uns leitores do caraças e não votaram em nós! Mesmo assim, vamos continuar a escrever, sendo que quem levou a taça foi o @ChicodeOeiras e a sua malta esquerdista! Já percebemos que vocês preferem o Mao ao amor e o Enver Hoxha aos nossos textos bonitos! . Agradecemos a vossa ajuda! Obrigadinho malta!


PS - O Zé Maria obrigou-nos a colocar no final disto: "mas continuamos a gostar de vocês".
Pub.
Segue no Twitter
Arquivos
Pesquisar
 
RSS